Busca no Clipping

Guia do Estudante

A partir deste domingo (14), às 13h, ocorre a segunda fase do vestibular 2018 da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Serão três dias de provas, cada um com duração de 4h. As três provas são idênticas para todos os candidatos: no primeiro dia, prova de redação, português e literatura; no segundo, prova de história, matemática e geografia; no terceiro, prova de química, física e biologia.

El Debate

El virus del Zika se ha mostrado efectivo para combatir células cancerígenas en el cerebro de adultos, según un estudio realizado por la Universidad Estatal de Campinas (Unicamp), en Brasil, y divulgado hoy por medios locales.

A Cidade On

Para quem passou para a segunda fase do Vestibular da Unicamp, os estudos continuam e a maratona é extensa. A prova acontece em três dias. No dia 14, a avaliação consiste em seis questões de Língua Portuguesa e Literatura, além dos dois textos da prova de Redação. No segundo dia, 15, ocorrem as provas de Matemática, História e Geografia, com seis questões cada. No terceiro dia, 16, também com seis questões para cada prova, são cobradas as disciplinas de Biologia, Química e Física.

Diario de Coahuila

El virus del Zika se ha mostrado efectivo para combatir células cancerígenas en el cerebro de adultos, según un estudio realizado por la Universidad Estatal de Campinas (Unicamp), en Brasil, y divulgado hoy por medios locales.

Brasil de Fato

Segundo Dalva Franco, conselheira do Fórum de Educação Integral de São Paulo e membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Política Educacional (Greppe) da Universidade de Campinas (Unicamp), é comum que este tipo de mudança afete as famílias que dependem das creches para manterem sua posição no mercado de trabalho.

Guia do Estudante

A segunda fase do vestibular 2017 da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) começa neste domingo (14) e vai até terça-feira (16). As provas terão início sempre às 13 horas, mas a orientação é para que os candidatos cheguem com pelo menos uma hora de antecedência. O Guia do Estudante fará a cobertura e publicará a correção comentada em parceria com o cursinho Oficina do Estudante.

24 Horas News

Pesquisadores do laboratório Inovare, da faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), descobriram que o vírus da Zika pode ajudar a tratar pacientes com câncer no cérebro, conforme trabalho divulgado recentemente.

La Opinión

El virus del Zika se ha mostrado efectivo para combatir células cancerígenas en el cerebro de adultos, según un estudio realizado por la Universidad Estatal de Campinas (Unicamp), en Brasil, y divulgado hoy por medios locales.

G1

Pesquisadores da Unicamp descobriram no vírus da zika uma esperança de tratamento contra o câncer. Os pesquisadores da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unicamp partiram de uma certeza: o vírus da zika mata células do cérebro em fetos porque elas têm uma alta taxa de proliferação. E concluíram que o mesmo poderia acontecer com células cancerosas, que também se multiplicam rapidamente.

Notícia Já

O Hospital de Clínicas da Unicamp (HC) bateu recorde nos transplantes realizados no ano de 2017. Somando os procedimentos realizados nas cinco áreas que o HC abrange, foram 485 transplantes realizados no ano passado, superando em 134 cirurgias em 2016.

G1

Um levantamento das provas dos últimos cinco anos mostra quais foram os temas mais cobrados na 2ª fase do vestibular da Unicamp nas disciplinas de matemática e física. Os dados foram compilados pelo Curso Poliedro para o G1.

Correio Popular

O déficit no Banco de Sangue do Hospital de Clínicas da Unicamp (HC) prejudicou a realização de cirurgias e transplantes neste início de ano. De acordo com a médica Ilka Boin, na última semana foram cancelados oito transplantes de fígado por causa do problema, e os órgãos coletados foram enviados para outros hospitais que realizam os procedimentos.

Correio Popular

O Hospital de Clínicas da Unicamp (HC) bateu recorde nos transplantes realizados no ano de 2017. Somando os procedimentos realizados nas cinco áreas que o HC abrange, foram 485 transplantes realizados no ano passado, superando em 134 as cirurgias em 2016. Os transplantes de rins, fígado e córnea merecem destaque, já que superaram as marcas anteriores.

Diário Oficial do Estado de São Paulo

A Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) da Unicamp destacou-se como a melhor instituição da América Latina, ao ser classificada na sexta posição, na sua área pelo Global Ranking of Academic Subjects, da consultoria chinesa Shanghai Ranking.

Governo de São Paulo

O número de transplantes de órgãos realizados em 2017 pelo Hospital de Clínicas da Unicamp é um recorde. Foram realizados 485 transplantes, 134 a mais que em 2016. Um aumento de 38% , o maior número na história da instituição.

O Globo

Professora do Departamento de Ciências Políticas da Unicamp, Angela Maria Carneiro Araújo acredita que as ondas de protesto e mobilizações são uma reação ao crescimento de correntes conservadoras nos governos de diversos países, que tentam impor novos costumes e moralidades.

G1

O Hospital de Clínicas da Unicamp realizou 70 transplantes de fígado durante 2017, total que representa alta de 48% no comparativo com o ano anterior. De acordo com a unidade, embora a quantidade seja recorde desde a inauguração em 1984, ela é limitada pelos estoque de bolsas de sangue no Hemocentro. Atualmente, a fila de espera tem 150 pacientes na região de Campinas (SP).

O Globo Online

Professora do Departamento de Ciências Políticas da Unicamp, Angela Maria Carneiro Araújo acredita que as ondas de protesto e mobilizações são uma reação ao crescimento de correntes conservadoras nos governos de diversos países, que tentam impor novos costumes e moralidades. 

CBN Campinas

O Hospital de Clínicas da Unicamp contabilizou número recorde de transplantes de órgãos em 2017. Foi o maior número da história, que teve início em 1984. Foram 485 transplantes,134 a mais que em 2016. Para chegar nesse resultado, entre outras ações, a Organização de Procura de Órgãos do HC da Unicamp atua no incentivo do aumento do número de doadores, reforçando que a atuação da família doadora é fundamental em todo esse processo. Entre as especialidades, a de fígado se destaca, também com recorde, de 70 procedimentos. Um aumento de 48% em relação a 2016.

Le Monde Diplomatique Brasil

Em educação, é importante ressaltar não apenas a relação de propriedade, mas o papel dos grupos privados na disseminação de consensos sobre os rumos das políticas educacionais no Brasil que tiveram grande impacto na recente reforma do ensino médio e na proposta da Base Nacional Comum Curricular, como mostram as pesquisas em desenvolvimento pelo Observatório do Ensino Médio, da Unicamp.