Busca no Clipping

DC Online

Alinhado à corrente de economistas que defendem o papel do Estado como indutor da atividade econômica, o professor aposentado da Unicamp Luiz Gonzaga Belluzzo propõe que o governo federal tenha função mais ativa na recuperação produtiva. O ponto de partida, diz o ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, seria o Planalto colocar todos os recursos que puder em projetos estratégicos de infraestrutura. Esse movimento daria início a um processo de geração de demanda que afetaria positivamente o setor privado, os investimentos, o emprego e a renda.

CBN Campinas

O professor de Ética e Filosofia da Unicamp, Roberto Romano faz uma analogia entre a situação política do país e naufrágio do Titanic. Nessa lógica, pode-se dizer que o navio atingiu o iceberg no exato momento que a delação dos irmãos Batista da JBS se tornou pública e colocou no centro das denúncias de corrupção o presidente Michel Temer, o senador afastado Aécio Neves e pessoas ligadas a ele.

Brasil Posts

Segundo Roberto Romano, filósofo e professor de ética política na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), o discurso do presidente foi “irrealista” e de alguém que “claramente está inseguro”. Romano diz que Temer não justificou as denúncias e que mandar investigar é um “tiro no escuro”.

O Globo

"Dessa vez vai ser praticamente impossível alguma operação de engenharia política para garantir a estabilidade do governo", disse o cientista político e professor da Unicamp Roberto Romano. "A instabilidade política veio de vez. O ambiente vai ficar muito imprevisível."

Diário Oficial do Estado de São Paulo

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e seus 28 anos de autonomia com vinculação orçamentária foi o tema da exposição feita pelo reitor da instituição, Marcelo Knobel, aos deputados da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação e Informação, nesta quarta-feira, 17/5.

Exame

"Dessa vez vai ser praticamente impossível alguma operação de engenharia política para garantir a estabilidade do governo", disse o cientista político e professor da Unicamp Roberto Romano. "A instabilidade política veio de vez. O ambiente vai ficar muito imprevisível."

Portal DCI

"Dessa vez vai ser praticamente impossível alguma operação de engenharia política para garantir a estabilidade do governo", disse o cientista político e professor da Unicamp Roberto Romano. "A instabilidade política veio de vez. O ambiente vai ficar muito imprevisível."

Extra

"Dessa vez vai ser praticamente impossível alguma operação de engenharia política para garantir a estabilidade do governo", disse o cientista político e professor da Unicamp Roberto Romano. "A instabilidade política veio de vez. O ambiente vai ficar muito imprevisível."

Educação

Afinal, como defende Sírio Possenti, professor de linguística da Unicamp, não existe o que nos acostumamos a chamar de “erro de português”. “O que há são inadequações de linguagem. Assim, é tão inadequado, não errado, dizer-se: ‘Vossa Senhoria quer fazer o obséquio de me passar o sal’ numa refeição em família, quanto dizer-se: ‘Ô, meu chapa, qué fazê o favor de demití o ministro, que ninguém mais tem saco pra guentã ele?’ ao presidente da República numa reunião do ministério. Mas não se diga que esta última frase está errada. Ela é uma frase do português, tem regras próprias.”

Reuters Brasil

"Dessa vez vai ser praticamente impossível alguma operação de engenharia política para garantir a estabilidade do governo", disse o cientista político e professor da Unicamp Roberto Romano. "A instabilidade política veio de vez. O ambiente vai ficar muito imprevisível."

Band

"Dessa vez vai ser praticamente impossível alguma operação de engenharia política para garantir a estabilidade do governo", disse o cientista político e professor da Unicamp Roberto Romano. "A instabilidade política veio de vez. O ambiente vai ficar muito imprevisível."

Yahoo

"Dessa vez vai ser praticamente impossível alguma operação de engenharia política para garantir a estabilidade do governo", disse o cientista político e professor da Unicamp Roberto Romano. "A instabilidade política veio de vez. O ambiente vai ficar muito imprevisível."

Metro/Curitiba

Também é importante levar o veículo a um mecânico de confiança na hora da revisão, como sugere o mestre em transportes e professor da Unicamp, Creso de Franco Peixoto. Ele também aconselha, depois da revisão, pedir um check-list do que foi feito e “uma relação por escrito da condição de todos os itens e equipamentos do automóvel. É importante guardar isso até para o caso de alguma dúvida sobre o que foi feito”.

Última Hora Notícias - UHN

"Dessa vez vai ser praticamente impossível alguma operação de engenharia política para garantir a estabilidade do governo", disse o cientista político e professor da Unicamp Roberto Romano. "A instabilidade política veio de vez. O ambiente vai ficar muito imprevisível."

Jornal Cidade de Rio Claro

Na Unicamp o cadastro começará em 31 de julho e deverá ser feito até dia 31 de agosto. O valor da taxa de inscrição ainda não foi definido. A primeira fase será realizada no dia 19 de novembro e a segunda fase, nos dias 14, 15 e 16 de janeiro de 2018.

O Povo

Já o cientista político Oswaldo Amaral, da Unicamp, prevê que haverá “atraso na votação das reformas” e prejuízos na possibilidade de aprovação das matérias. “A base pode até se manter unida desde que isso signifique menos prejuízo para ela mesma”, ressalta.

R7

"Dessa vez vai ser praticamente impossível alguma operação de engenharia política para garantir a estabilidade do governo", disse o cientista político e professor da Unicamp Roberto Romano. "A instabilidade política veio de vez. O ambiente vai ficar muito imprevisível."

Brasileiros

Para o economista Guilherme Mello, professor do Instituto de Economia da Unicamp e pesquisador do Centro de Estudos de Conjuntura e Política Econômica (Cecon-Unicamp), “a delação da JBS decreta o fim do governo Temer. Mesmo que se mantenha no poder, Temer perde qualquer possibilidade de tocar uma agenda política, particularmente as reformas antipopulares que vinha propondo.

Portal da RMC

O Grupo de Teatro ‘Die Deutschspieler’ apresenta nesta sexta-feira (19 de maio) às 17 horas a Leitura cênica bilíngue Die panne, de Friedrich Dürrenmatt, na Sala da Congregação do Instituto de Biologia da Unicamp em Campinas. O evento é gratuito e faz parte da programação de comemoração dos 50 anos do Instituto.

Boa Informação

Na Unicamp o cadastro começará em 31 de julho e deverá ser feito até dia 31 de agosto. O valor da taxa de inscrição ainda não foi definido. A primeira fase será realizada no dia 19 de novembro e a segunda fase, nos dias 14, 15 e 16 de janeiro de 2018.