Grupo de Estudos de Prosódia da Fala

EM CONSTRUÇÃO!!

Esta página migrará para: www.experimentalprosodybrazil.org, e será hospedada gentilmente pela PUC-SP*

O Grupo de Estudos de Prosódia da Fala reúne pesquisadores e estudantes de três universidades brasileiras, a Universidade Estadual de Campinas, a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e a Universidade Federal de Minas Gerais.  Todos os trabalho sendo conduzidos se enquadram na pesquisa experimental, cobrindo as áreas de Fonética, Patologia e Ciências da fala. É formado desde 2002 pelos membros do Grupo de Pesquisa do Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq "Análise e Modelamento Dinâmicos da Prosódia da Fala". Sua finalidade é incentivar e realizar pesquisa na área de Prosódia da Fala através de atividades diversas como ensino, oficinas de trabalho, palestras e participação em congressos nacionais e internacionais. Ligados ao mesmo estão a oficina de entoação (http://geocities.yahoo.com.br/bp_tobi) e o grupo yahoo profala.

Membros do grupo (em ordem alfabética)

Cada membro é responsável pelas informações a seu respeito.

Pablo ARANTES
Doutorando-Universidade de Campinas
E-mail: pabloarantes@gmail.com

Tema: Acento secundário em português brasileiro
Título: Caracterização e simulação da acentuação secundária em português brasileiro: fundamentos de produção e percepção do ritmo de fala.

Plínio A. BARBOSA (Página pessoal)
Professor Associado/Universidade de Campinas
E-mail: plinio@iel.unicamp.br

Ana Maria CHIRELLI
Mestranda - Universidade de Campinas & Professora da PUC-CAMP
E-mail: chirelli@uol.com.br

Tema: Coarticulação CV vs VC em português brasileiro.

Aglael GAMA ROSSI
Professora Doutora - PUC-SP
E-mail: gamarossi@uol.com.br

Luciana LUCENTE
Mestranda- Universidade de Campinas
E-mail: luciana_lucente@yahoo.com.br

Tema: Notação Entoacional do Português Brasileiro
Título: Para a Proposta de uma Notação Entoacional para o Português Brasileiro

Resumo:
O projeto apresenta. um estudo-piloto com a finalidade de avaliar dois sistemas de transcrição prosódica da fala, a partir da análise fonético-acústica para o português brasileiro (PB). Os sistemas de notação que serão avaliados são: ToBI (Tone and Break Indices), de base fonológica, e o INTSINT (International System), de base fonético-fonológica. O primeiro sistema, inicialmente desenvolvido para a notação prosódica do inglês americano, vem sendo usado e adaptado para diversas línguas. Assim sendo, pretendemos avaliar os limites de tal sistema, o tipo de conhecimento da Fonologia Entoacional do PB que ele pressupõe, bem como a consistência entre transcritores. Quanto ao segundo sistema, o INTSINT, será avaliado a partir dos resultados de transcrição automática de programa fornecido por D. Hirst, da Universidade de Provence, pesquisador que o propôs. A forma de apresentação das duas transcrições será feita simultaneamente, a partir do uso do software Praat. O objetivo do trabalho é o de avaliar os aspectos complementares de cada sistema a partir de exemplos de trechos de fala semi-espontânea, relacionados com um ou mais processos fonológicos de relevância, a fim de guiar uma proposta para um sistema notacional da entoação do PB.

Sandra MADUREIRA
Professora titular - PUC-SP
E-mail: madusali@pucsp.br

Ana Cristina Fricke MATTE
Professora Doutora - UFMG
E-mail: a9fm@yahoo.com

Tema: Análise e modelamento da fala emotiva.

O trabalho visa uma integração entre resultados de análise textual e resultados de fonética acústica no intuito de compreender os mecanismos pelos quais a emoção aparece na fala. Atualmente focaliza especificamente o fenômeno da duração: duração de unidades V-V, distribuição de proeminências em frases prosódicas (grupos acentuais) e taxa de elocução. Pode-se prever para a etapa seguinte o estudo da curva entoacional. Para fins de controle dos dados de referência, criou-se um teste de neutralidade que possibilita aproveitar ao máximo as gravações de fala neutra descartando-se ou diferenciando-se sentenças afetadas por emoções ou outros eventos durante a gravação.
Está em andamento um estudo comparativo entre corpus de fala emotiva e corpus de fala neutra, num único locutor e com os mesmo textos. A fase seguinte prevê a inclusão de novos textos em sessões de fala emotiva e, em seguida, repeticao do experimento com outro locutor. Um dos aspectos abordados no estudo é a relação entre locução de prosa e de
poesia. Além disso, estamos formulando diversas formas de abordagem do conteúdo do texto com a finalidade de obter dados para uso em fonoestilística. Paralelamente, está em andamento um estudo de produção de scripts e proposição de algoritmos com função auxiliar no trabalho de obtenção de dados em fonética acústica.

Alexsandro R. MEIRELES
Doutorando - Universidade de Campinas
Pesquisador visitante na University of Southern California(USC)
E-mail: meirelesalex@gmail.com
Página web pessoal: http://www-rcf.usc.edu/~meireles/

Tema: Variação rítmica sob aumento da taxa de elocução
Título:
Análise e modelamento dos processos fônicos prosódicos relacionados à variação da taxa de elocução no português brasileiro.
 
Interesses científicos:
Resumo: O projeto diz respeito à descrição e ao modelamento dos processos fônicos prosódicos relacionados à variação da taxa de elocução no português brasileiro, visando ao aperfeiçoamento de um modelo dinâmico de produção do ritmo da fala. Um estudo-piloto já iniciado, investiga a interação entre os osciladores silábico e acentual do modelo de produção do ritmo da fala para a constituição dos grupos acentuais dos enunciados a partir de estudo descritivo de um corpus de fala em três taxas de elocução, produzido por quatro locutores. Os resultados nos permitiram dizer que, na taxa rápida, diferentemente da taxa lenta, os intervalos entre vogais tendem a ser mais isócronos e o número de grupos acentuais ser menor. O projeto prosseguirá propondo uma regra para a inplementação da posição das batidas do oscilador acentual bem como tentando prever em quais posições da sentença ocorrerão os focos acentuais frasais e quais fatores atuam para a atribuição de tais acentos.

Sandra MERLO
Mestra- Universidade de Campinas
E-mail: sgmerlo@yahoo.com.br

Título: Padrões temporais de hesitação na fala semi-espontânea

Interesses: descrição da fluência na fala, distúrbios da fluência, principalmente gagueira do desenvolvimento.

Leandro dos Santos SILVEIRA
Mestrando- Universidade de Campinas
E-mail: leandro.silveira@gmail.com

Tema: Organização entoacional sob encontro acentual  em português brasileiro

Jussara M. VIEIRA
Doutoranda - Universidade de Campinas
E-mail: jumevi@uol.com.br

Título: Para um estudo da estruturação rítmica da fala com comprometimento neurológico

Interesses científicos:

- análise do ritmo em fala natural e patológica;
- relação entre prosódia e sintaxe;
- relação entre prosódia e emoção;
- relação entre aspectos anátomo-fisiológicos e lingüísticos na produção e percepção da prosódia;
- relevância dos aspectos prosódicos na comunicação humana: desde aquisição de linguagem ao uso em diversos estilos de locução;
- tecnologia de fala.

Investigamos como uma pessoa com fala disártrica estrutura seu ritmo de fala ao realizar uma leitura em voz alta. Observamos como é sua auto-organização à luz da teoria dos padrões dinâmicos (Kelso, 1995), segmentando sua leitura em unidades vogal-vogal e reunindo-as em grupos acentuais, conforme os estudos de Barbosa (1995, 2000, 2002) para o português brasileiro.


*"Esta página não será uma publicação oficial da PUC-SP, seu conteúdo não foi examinado e/ou editado por essa instituição. A responsabilidade por seu conteúdo é exclusivamente do autor."

Última modificação: 10 de novembro de 2006