1588
- Entre 1599 e 1589, Michel Eyzinger publica, duas vezes por ano um volume relatando os principais fatos do semestre para ser vendido nas feiras de primavera e de outono de Frankfurt.

1597
- Léonard Straub imprime em Rorschach, a primeira publicação de peridiocidade mensal conhecida.

1609
- Em Ausberg e em Strasbourg imprimem-se as primeira publicações de peridiocidade semanal conhecidas.

1611
- Inicia-se a publicação do primeiro periódico francês, Le Mercure de France, com peridiocidade anual.

1631
- Inicia-se a publicação de La Gazette, periódico político publicado em Paris.

1660
- Surgem os primeiros jornais diários, em Leipzig e em Londres. As publicações têm curta duração.

1672
- Inicia-se a publicação de Le Mercure Galant, periódico mundano publicado em Paris.

1702
- Surge o primeiro jornal diário londrino de sucesso.

1777
- Surge o primeiro jornal diário parisiense.

1808
- Fundação de A Gazeta do Rio de Janeiro.
- Fundação de Correio Brasiliense , também chamado ArmaJosém Literário, com secção de literatura. (Londres).

1809
- Surge o primeiro jornal diário em Lisboa, o Diário Lisbonense.

1810
- Hipólito José da Costa Pereira Furtado de Mendonça: Correio Brasiliense,ou ArmaJosém literário  periódico luso-brasileiro editado em Londres.

1812
- Fundação de Variedades ou Ensaios de Literatura, periódico de cultura (Bahia). 

1813
- Fundação de O Patriota, jornal literário político e mercantil editado por Manuel Ferreira de Araújo(Rio de Janeiro).
- No 3o. número de O Patriota, é publicado um polêmico texto de Andrew Grant, entitulado: "Exame de algumas passagens de um moderno viajante ao Brasil, e refutação de seus erros mais grosseiros."
- O Patriota, publica traduções como a Henríada de Voltaire.

1821
- Fundação de O Diário do Rio de Janeiro.

1822
- Extingue-se o Correio Brasiliense, periódico luso-brasileiro editado em Londres por Hipólito José da Costa Pereira Furtado de Mendonça.
- Fundação dos Anais Fluminenses de Ciências, Artes e Literatura (Rio de Janeiro). 

1823
- A Gazeta do Rio de Janeiro transforma-se em Diário do Governo.
- Surgimento da imprensa em Minas.
- Existência de jornal manuscrito em São Paulo.
- Cipriano Barata: Sentinela da Liberdade na Guarita de Pernambuco (1° número, 9 de abril).
- Fundação do jornal Tamoio, no Rio de Janeiro (circulado entre agosto e novembro).
- Fundação do jornal Sentinela da Praia Grande.
- Fundação do jornal Atalaia (por José da Silva Lisboa).

1825
- Fundação do jornal Triunfo da Legitimidade Contra Facção de Anarquistas (por José da Silva Lisboa).   

1826
- Fundação do Jornal Científico, Econômico e Literário (Rio de Janeiro).
- Fundação do Espectador Brasileiro (por Emile Seignot-Plancher), transformado depois em Jornal do Comércio (Rio de Janeiro).

1827
- Surgimento da impensa em SP: Fundação de O farol paulistano.
- Fundação de Jornal do Comércio (por Plancher, onde trabalha Paula Brito).
- Fundação de Aurora Fluminense (por Evaristo da Veiga).
- Fundação de O espelho diamantino (RJ, imprensa feminina).

1830
- Fundação de Revista da Sociedade Filomática.
- Fundação de O Beija-Flor, periódico literário  (Rio de Janeiro).

1831
- Fundação de O Simplício da Roça.
- Fundação de O espelho das brazileiras (Recife, imprensa feminina).
- Fundação de A voz paulistana.

1832
- Fundação de A mulher do Simplício ou A Fluminense exaltada (por Paula Brito, imrensa feminina).

1833
- Fundação de O Auxiliador da Indústria Nacional (órgão da Sociedade Auxiliadora da Indústria).
- Fundação da Revista da Sociedade Filomática, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (São Paulo). Extingue-se no mesmo ano.

1835
- Fundação de Jornal de Variedades (imprensa feminina).

1836
- Fundação de La Presse (França ,por Emile de Girardin).
- Fundação de de Le siecle (França por Dutacq).
- Fundação de revista Niterói, dirigida por Gonçalves de Magalhães (Paris).

1837
- Fundação de Panorama (Portugal, órgão da Sociedade Propagadora de Conhecimentos Úteis).

1838
- Fundação de Relator de Novellas (imprensa feminina).

1839
- Publicação da folhinha de Eduardo Laemmert (pseudônimo Pafúncio Semicúpio Pechincha).
- Fundação de O correio das modas (por Laemmert, imprensa feminina).
- Fundação da Revista do Instituto Histórico e Geográfico  (Rio de Janeiro).
- Fundação da Revista Nacional e Estrangeira  revista literária (Rio de Janeiro).

1840
- Fundação de London News (Inglaterra).

1841
- Em crônica de 1894, Machado de Assis comenta jornal de 1841, que anuncia os livros O Fado, Novíssimo Jogo das Sortes, A mulher do Simplício e Oráculo das Senhoras .
- Fundação de Espelho das Bellas (imprensa feminina)
- Extingue-se a Revista Nacional e Estrangeira revista literária (Rio de Janeiro)
- Revista do IHGB publica cartas escritas pelo Padre Antônio de Sousa Caldas, em 1812.
 

1843
- Fundação de Minerva Brasiliense , revista literária (Rio de Janeiro).
- Fundação de Correio Mercantil.
- Fundação d'O Ostensor Brasiliense, revista literária (Rio de Janeiro). 

1844
- Fundação de A Lanterna Mágica, (direção de Araújo Porto Alegre, revista ilustrada).
- Publicação do primeiro Almanaque Laemmert.

1845
- Extingue-se a Minerva Brasiliense, revista literária (Rio de Janeiro).

1846
- Extingue-se O Ostensor Brasiliense, revista literária (Rio de Janeiro).
- Fundação de O Progresso, revista literária (Recife).

1848
- Fundação de A violeta (imprensa feminina).
- Extingue-se O Progresso, revista literária (Recife).
- Fundação de Íris, revista literária (Rio de Janeiro).

1849
- Fundação de Guanabara, revista literária editada por Paula Brito (Rio de Janeiro). Colaboradores: Joaquim Manuel de Macedo, Porto Alegre, Gonçalves Dias, Freire Alemão, Fernandes Pinheiro, Candido Batista de Oliveira e Joaquim Norberto.
- Fundação de A marmota fluminense, revista literária editada por Paula Brito.
- Fundação de A época literária (Bahia).
- Fundação de Íris, revista literária (Rio de Janeiro).
- Fundação de O Beija Flor II , revista literária (Rio de Janeiro).
- Fundação da Revista da Sociedade Filomática, revista literária (São Paulo).
- Fundação de Ateneu, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (Salvador). 

1850
- Extingue-se A época literária (Bahia).
- Extingue-se Ateneu, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (Salvador).

1851
- Fundação de Revista mensal do ensaio filosófico paulistano, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (São Paulo).
- Fundação de Correio Mercantil.
- Extingue-se O Beija Flor II, revista literária (Rio de Janeiro).

1852
- Fundação de O Jornal das Senhoras (por Joana Paula Manso de Noronha (ou Violante Ataliba (...) Velasco ?, imprensa feminina).
- Fundação de Ensaios Literários do Ateneu Paulista, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (São Paulo).
- Fundação de Acaiaba, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (São Paulo).

1853
- Extingue-se Acaiaba, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (São Paulo).

1854
- Fundação de A ilustração brasileira.

1856
- Extingue-se Guanabara, revista literária editada por Paula Brito (Rio de Janeiro).
- Fundação de O Domingo, revista literária (Salvador).
- Fundação de O Guaíba, revista literária (Porto Alegre).
- Fundação de Ateneu Pernambucano, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (Recife). 

1857
- Fundação de Revista Brasileira.
- Extingue-se O Domingo, revista literária (Salvador).
- Fundação da Revista Brasileira , revista literária (Rio de Janeiro).

1858
- Extinção de O Guaíba, revista literária (Porto Alegre).

1859
- Fundação de O espelho (onde Machado de Assis comenta a dificuldade de ser folhetinista no Brasil).
- Fundação de Revista Popular da Garnier, revista literária (Rio de Janeiro).
- Fundação da Revista da Academia de São Paulo, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (São Paulo). Extingue-se no mesmo ano.

1860
- Fundação de O Futuro.
- Fundação de A Semana Ilustrada (por Fleuiss).
- Extinguem-se os Ensaios Literários do Ateneu Paulista, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (São Paulo).
- Extingue-se o Ateneu Pernambucano, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (Recife).

1861
- Exntingue-se a Revista Brasileira , revista literária (Rio de Janeiro).
- Fundação da Revista da Associação Recreio Instrutivo, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (São Paulo).

1862
- Fundação de O Futuro , revista literária editada por Faustino Xavier (Rio de Janeiro).
- Fundação de O Belo Sexo (por Júlia de Albuquerque Sandy Aguiar).
- Extingue-se a Revista da Associação Recreio Instrutivo, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (São Paulo).
- Fundação da Revista Mensal do Instituto Científico, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (São Paulo). 

1863
- Extingue-se O Futuro , revista literária editada por Faustino Xavier (Rio de Janeiro).
- Extingue-se a Revista Mensal do Instituto Científico, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (São Paulo).

1864
- Fundação de Jornal das Famílias.
- Extingue-se A marmota fluminense, revista literária editada por Paula Brito.
- Extingue-se a Revista mensal do ensaio filosófico paulistano, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (São Paulo).
- Fundação de O Ensaio Literário, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (Recife). 

1865
- Fundação de Jornal das Famílias (por Garnier) .
- Extingue-se  O Ensaio Literário, revista literária publicada pelos estudantes nas Academias (Recife).

1867
- Fundação de O Semanário Maranhense, revista literária (São Luis do Maranhão).

1868
- Extingue-se O Semanário Maranhense, revista literária (São Luis do Maranhão).

1870
- Extingue-se a  Revista Popular da Garnier, revista literária (Rio de Janeiro).
- Fundação de O Novo Mundo, revista literária editada por J. C. Rodrigues (Nova York).

1872
- Fundação de O Trabalho, revista literária (Recife).

1873
- Fundação de O sexo feminino (Minas Gerais, por Francisca Senhorinha da Mota Diniz).
- Fundação de O Trabalho, revista literária (Recife).

1874
- Fundação de A instrução pública.
- Fundação do Partenon Literário, revista literária (Porto Alegre). Extingue-se no mesmo ano.

1875
- Fundação de O Mequetrefe, revista literária (Rio de Janeiro).

1876
- Fundação de A ilustração brasileira
- Extingue-se O Mequetrefe, revista literária (Rio de Janeiro).
- Fundação de O Mosquito, revista literária (Rio de Janeiro). Extingue-se no mesmo ano.    

1877
- Publicação, no Jornal do Comércio, de folhetins de Macedo, mais tarde reunidos em Memórias da Rua do Ouvidor.
- Fundação da Revista Nacional, revista literária (Santos).

1878
- Fundação de Revista da Sociedade Phenix Literária. (duração até 1879).
- Fundação da Revista Ilustrada, revista literária editada pelo italiano Angelo Agostini (Rio de Janeiro).
- Extingue-se a Revista Nacional, revista literária (Santos).

1879
- Segunda fase da Revista Brasileira revista literária (Rio de Janeiro).
- Fundação de Estação (por Laemmert) (depoimento sobre o periódico)
- Extingue-se O Novo Mundo, revista literária editada por J. C. Rodrigues (Nova York).

1880
- Fundação de Gazeta da Tarde, imprensa abolicionista (depoimento de Olavo Bilac sobre o periódico).

1881
- Fundação de A mulher (Nova Iorque, por mulheres brasileiras que lá foram estudar medicina).
- Fim da Segunda fase da Revista Brasileira, revista literária (Rio de Janeiro).

1885
- Fundação de A Semana (duração: até 1888).

1888
- Fundação de A família (por Josephina Alvares de Azevedo, imprensa feminina, lema: "mulher instruída é mulher emancipada").
- Início da Terceira fase da Revista Brasileira, revista literária (Rio de Janeiro)

1889
- O sexo feminino transforma-se em O Quinze de novembro de sexo feminino.
- Fim da Terceira fase da Revista Brasileira, revista literária (Rio de Janeiro).

1893
- Ressurgimento de A Semana (duração: até 1898).

1895
- Extingue-se a Revista Ilustrada, revista literária editada pelo italiano Angelo Agostini (Rio de Janeiro).

1897
- Fundação de A mensageira (São Paulo, por Prisciliana Duarte de Almeida, imprensa feminina).

1958
- Paul Hazard: "As origens do Romantismo no Brasil" (Suplemento Literário do Estado de São Paulo, 19 de julho).
- Wilson Martins: "Um Agente de ligação" (Suplemento Literário do Estado de São Paulo, 19 de julho).

1964
- Revista do Livro publica (por Alexandre Eulálio) Cartas de Abdir a Irzerumo.