Poesias


Acrescentamos às poesias, sob a forma de notas, definições dos vocábulos estranhos ao português contemporâneo. Para tanto, escolhemos o Vocabulário Português e Latino de Rafael Bluteau (1712) e o Dicionário de Língua Portuguesa (1813), de Antônio Moraes Silva. Quando estes foram consultados, percebemos que as letras "s" e "f" se confundiam. A grafia delas era muito parecida na época em que os dicionários foram editados. Conservamos o original.
Veja mais detalhes sobre as notas

Glosas 

   Amor, busca a tua vida...
 
Amei a ingrata a mais bela...
 
Sábado fez quinta-feira...
  Empunhou Cupido as setas...
  Ao pé do monte Sião...
  Alminhas do purgatório...
  Tenho um galante chinelo...

Sonetos 

   Eu queria, mas eu tenho vergonha...
 
As Rimas de João Xavier de Matos...
 
Senhor Mestre Alfaiate, este calção...
  Se quiser tomar lá o seu codório...
  Não se enfade, menina, dessa sorte...
  Um batuque se fez em São Gonçalo...
  Grande festa, Senhores, lá se fez...
  Mais bulha, mais estrondo, e mais abalo...

 

Página Inicial